Dia das Mães aquece vendas em MPEs do varejo neste final de semana

Artigos de uso pessoal são os preferidos nas listas dos filhos como presentes para as mães neste segundo domingo de maio. Foto/Divulgação 



Clientes aproveitam as promoções nas lojas de rua e shoppings centers para garantir o presente da mamãe.

 


As expectativas de vendas no comércio para esse Dia das Mães são as melhores desde 2013, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC): a previsão é que o volume no varejo apresente uma alta de 6,1%, restabelecendo aos poucos as perdas advindas com a crise de 2015-2016. Já a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio), em sua pesquisa de intenção de consumo para a data em São Luís, aponta que sete entre 10 ludovicenses confirmaram o interesse em comprar o presente para a mamãe, com uma intenção de compra de 71%.

 

A expectativa positiva para as vendas foi uma boa notícia para os empresários, principalmente os donos de pequenos negócios do varejo, para onde recaem as principais preferências de presentes para homenagear as mães, como artigos de uso pessoal e doméstico (12,7%). Somente em artigos de uso pessoal, o segmento de vestuário e calçados vai responder por quase 45% do faturamento total nesse período, uma alta de aproximadamente 5% em relação ao mesmo período do ano passado. 

 

“Se as possibilidades de vender mais estão favoráveis para o período, é necessário que o empreendedor fique ainda mais atento e maximize a experiência de consumo de seus clientes dentro da loja”, lembra a gerente da Unidade de Atendimento, Soluções e Interlocução do Sebrae no Maranhão, Keila Pontes, que considera, ainda, outros pontos.  

 

“O Dia das Mães é a segunda data que mais vende no ano e não pode passar em brancas nuvens para os empresários. O primeiro item da lista que eles devem atentar é a preparação da equipe de vendas, deixando-a bem alinhada e motivada a apresentar as novidades e as opções de presentes disponíveis para as mamães. O visual da loja também é um fator importante: organizar as vitrines de maneira atrativa, dar destaque aos produtos para que o consumidor sinta desejo de comprar e adotar s promoções. No caso de artigos de uso pessoal, as promoções casadas, do tipo leve dois produtos por um preço mais vantajoso, é uma boa pedida para atrair a clientela, até porque a pesquisa da Fecomércio destaca que 32% dos consumidores pretendem comprar mais de dois presentes para as mães”, comenta   

 

Centros comerciais de bairros e shoppings

Com o andamento das obras de requalificação da infraestrutura da Rua Grande, a tendência é que os consumidores desse corredor comercial migrem para os shoppings centers e as lojas de bairros para comprar o presente do Dia das Mães. 

 

“Esse fato, apesar de desaquecer o comércio do Centro da cidade, é positivo para os pequenos negócios de outros corredores de varejo, localizados em bairros como Cohab, Cohatrac, Guajajaras, Anjo da Guarda e João Paulo: na pesquisa de intenção de compra, as lojas e centros comerciais de bairro podem ter alta de 44,7%.  Os shoppings já são procura garantida, principalmente os que possuem as lojas de departamentos mais populares e que, nesse período, investem em promoções – a intensão de compra nesses locais está na casa dos 40%”, sinaliza a executiva do Sebrae.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Deixe seu link para retribui a visita ❤
Instagram: @blogntc @castroriicardo