Receptadores de cabos furtados fomentam crime e prejudicam diversas empresas e população




Se há oferta é porque tem demanda. Essa máxima da economia infelizmente também se aplica ao aumento de casos de furtos de cabos de alumínio, cobre e fibra óptica que são usados em redes de telefonia, internet e iluminação.

 

Um verdadeiro mercado paralelo se formou em torno de sucatas que compram esse tipo de material furtado. Mas vale lembrar que, as mesmas são abastecidas com os cabos furtados às custas do sacrifício das empresas que colecionam prejuízos, além da população que conta com serviços cada vez piores e redes deficientes ; e por sua vez impactando na diminuição da qualidade ou até na interrupção dos serviços.

 

Segundo a empresa TVN, uma das vítimas desse tipo de furto, os mesmos já são quase contínuos, ocorrendo pelo menos uma vez ao mês, e a cada furto a empresa registra um prejuízo médio de  quinze mil reais.

 

Na última ocorrência, registrada há algumas semanas na área do Renascença, foram danificados cerca de 400 metros de cabos; com 15 mil clientes afetados. 

 

Segundo o delegado da SEIC - Polícia Civil,Dr. Paulo Roberto,  quem tem sido pego furtando cabos da rede tem sido autuado e indiciado, mas o maior problema são as sucatas que compram o material furtado e assim fomentam o crime.

 

“ Vamos continuar a agir com rigor para coibir esses furtos, mas lembramos que todos os que compram o produto desses furtos também prejudicam a população e estimulam a criminalidade em geral”, declarou o delegado.

 

Agendamentos para Entrevistas com Delegado – Paulo Roberto – 98283.8485

 

 

VÍDEOS:

https://drive.google.com/file/d/1jSXha7SM9PyO7KpbNmQvlhhdp0nWIEBS/view?usp=sharing

 

 

 

https://drive.google.com/file/d/10LvuGLr1bAdxUccmV13OiA9v7M54YFdR/view?usp=sharing

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Deixe seu link para retribui a visita ❤
Instagram: @blogntc @castroriicardo