PISTA LIVRE, um Tributo a Sérgio Sá. Veja Mais!


“PISTA LIVRE, um Tributo a Sérgio Sá” é o show com direção musical do instrumentista maranhense Marcelo Carvalho que acontece no próximo dia 17 de novembro, sexta-feira, 21h, no Teatro Alcione Nazaré (anexo ao Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, Praia Grande).

A iniciativa é uma homenagem inédita ao cantor e compositor cearense Sérgio Sá, que pontuou as paradas de sucesso nas décadas de 1970 e 1980, no universo pop brasileiro.

O show terá participações especiais de Mano Borges, Tutuca, Djalma Chaves, Jamilson Jackson, entre outros grandes artistas. Na ocasião haverá o lançamento do livro “Quem é esse cachorrinho?” da escritora Cristineuza Miranda, viúva do artista Sérgio Sá. A entrada é um 1kg de alimento não-perecível para ser doado a entidades filantrópicas maranhenses.





Na programação do “PISTA LIVRE, um Tributo a Sérgio Sá” também será exibido um vídeo-documentário com vida e obra desse artista, que faleceu, subitamente, os 64 anos, vítima de infarto sofrido na cidade natal de Fortaleza (CE), em outubro passado. O vídeo-documentário traz vários depoimentos e referências, inclusive, um deles, gravado pelo músico Zeca Baleiro.

O repertório do espetáculo foi cuidadosamente preparado pelo maranhense Marcelo Carvalho, traz músicas instrumentais e cantadas, sem faltar os grandes sucessos de Sérgio Sá. Inclusive, “Pista Livre” que dá nome ao show é uma parceria de Marcelo com Sérgio Sá. Marcelo Carvalho conheceu o cearense, através de um amigo em comum, o Maestro Zé Américo. “Na realidade, esse show seria o nosso primeiro encontro no palco; não houve tempo para tê-lo aqui em vida, mas dei continuidade ao nosso projeto, tornando-se uma grande homenagem a ele”, contou Marcelo.

No palco, Marcelo Carvalho estará com uma banda formada por exímios músicos: Renato Serra (teclado), Israel Dantas (guitarras e violão), Flemings Sandes (bateria), Daniel Cavalcante (trompete), Daniel Ferreira (saxofone) e o baixista carioca Nema Antunes.

Mas, quem era Sérgio Sá?

Houve um tempo em que as trilhas sonoras das novelas, tanto nacional quanto internacional, ditavam as paradas em todo o Brasil. Na época, havia uma tendência do mercado fonográfico para valorizar artistas norte-americanos, e as rádios davam preferência a músicas estrangeiras. Aí surgiu à ideia de lançar artistas que adotaram pseudônimo em inglês, em composições, sob medida, para os personagens da TV. Isso facilitava os direitos de veiculação dessas músicas para as emissoras e o sucesso era garantido.

Por exemplo, a balada “Listen” de Paul Bryan foi o auge na trilha sonora internacional da novela O Bem Amado, de 1973, pela TV Globo. E o Paul Bryan, de fato, abriu as portas para sua verdadeira identidade, o cantor, músico e compositor cearense Sérgio Sá. Ele assumiu seu nome de batismo com “Sonhos de um palhaço” na voz de Vanusa, música composta em parceria com Antonio Marcos. “Eu me rendo” e “O que é o que há?” também foram músicas dele gravadas por Fábio Jr., conhecidas em todo o país.

Como tecladista, Sérgio Sá integrou o grupo paulistano Joelho de Porco até 1976. Seu último álbum foi editado de forma independente, no começo deste ano, chamado Sérgio S/A, e traz as participações especialíssimas de Elba Ramalho e Gilberto Gil.


SERVIÇO PARA AGENDA CULTURAL:
SHOW
PISTA LIVRE, um Tributo a Sérgio Sá
Direção Musical: Marcelo Carvalho
Participações especiais: Mano Borges, Tutuca, Djalma Chaves, Jamilson Jackson, entre outros grandes artistas. E lançamento do livro “Quem é esse cachorrinho?” de Cristineuza Miranda.
Dia 17 de novembro, sexta-feira, 21h
Teatro Alcione Nazaré (anexo ao Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, Praia Grande)
Ingressos: 1kg de alimento não-perecível.
Mais informações: 98 98112 7592.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Deixe seu link para retribui a visita ❤
Instagram: @blogntc @riicardocastro