Rejuvenescimento Vaginal é a grande procura em Clinicas de Estéticas. Confira!


Cerca de 45% das mulheres sofre de atrofia vaginal durante a menopausa.

Muitas mulheres ao entrarem na menopausa, em especial, evoluem com desconforto vaginal, isso devido a uma diminuição da lubrificação local causada por uma diminuição dos nutrientes, redução de fibras elásticas e colágeno da região da mucosa vaginal, processo conhecido por vaginite atrófica.  Coceira, sensação de queimação, infecções urinarias de repetição, dor, irritação e sangramento após o ato sexual, são alguns dos sintomas.

Segundo o Dr° Sérgio Adrianny CRM 5183-Ma Técnico - médico responsável pela Concept Clinic- como consequência, a mulher acaba se desinteressando por relações sexuais, um dos fatores que pode afastar o casal. Felizmente, existem soluções para este problema. Uma delas é o tratamento laser, na qual seu objetivo é restaurar a mucosa genital feminina . A interação com o laser permite que o colágeno contido nas paredes vaginais seja estimulado. Assim, o tecido é reestruturado e restaurado.


A ação de estimulação a laser do colágeno melhora o estado da mucosa que reveste as paredes vaginais e promove a reidratação e recuperação funcional dos tecidos vaginais. Graças à sua ação sobre fatores que determinam o ressecamento, fragilidade e perda de elasticidade da mucosa, este tratamento de regeneração pode eliminar sintomas incômodos de prurido, irritação e dor, que se tornam particularmente agudos durante o ato sexual, álem de diminuir a incidência de infecções urinárias. Como resultado, a maioria das pacientes tratadas relata melhora da qualidade de vida e atividade sexual. O laser permite tratar efetivamente até mesmo casos de vagina frouxa causados por perda de tônus da mucosa, se os músculos locais ou prolapso de vagina não estiverem envolvidos.

Há uma grande procura nas clinicas de estética por essa nova técnica de tratar os efeitos da vaginite atrófica, sendo esse o tratamento ideal para as mulheres que queiram um procedimento menos invasivo, comparado a tratamentos tradicionais cirúrgicos ou farmacêuticos. O laser vaginal poder ser usado com segurança, desde que a mucosa vaginal esteja integra e sem outras patologias, para isso é necessário antes uma avaliação ginecológica. O tratamento usualmente não requer anestesia; porém, se o paciente preferir, um creme anestésico pode ser usado.

Este processo de estímulo e rejuvenescimento envolve células e tecidos e leva algumas semanas para ser finalizado. Os resultados podem ser observados aproximadamente um mês e meio após o final do tratamento. A maioria das mulheres relata efeitos colaterais temporários, ligeira vermelhidão ou inchaço. Estes desconfortos usualmente desaparecem após um ou dois dias. Durante o processo de cicatrização, pode ser recomendado evitar levantar peso ou algumas atividades, tais como tomar banhos quentes de banheira ou exercícios físicos. Seu médico fornecerá as indicações específicas para uma recuperação rápida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Deixe seu link para retribui a visita ❤
Instagram: @blogntc @riicardocastro